01 janeiro 2007

All is quiet on New Year's Day...

É... Já é 2007 e mesmo depois de tantos desejos de tantas pessoas nada melhorou ainda. Talvez seja pressa. Talvez eu não reconheça o quanto foi bom tocar Strawberry Fields Forever na Oi FM enquanto tomava banho mais cedo. O fato é que, mesmo sem grandes acontecimentos até agora, é fácil deduzir que 2007 será um ano muito, mas MUITO melhor do que os dois últimos que passaram, pelo menos.

Isso não significa que não reconheça a grandeza e a importância das grandes amizades que fiz nos últimos dois anos, mas 2005 foi masrcado por uma gigantesca decepção [do tamanho de uma galáxia, mas na verdade sei que é um pouquinho maior...] e 2006 foi consagrado por um grande alívio que, enquanto não se encaixava bem na minha realidade, trouxe conseqüências nefastas com as quais certamente terei que conviver por uma decada inteira, certamente.

Não que eu seja imediatista, mas realmente espero bem mais de 2007. Até porque se for pior do que os anos que passaram, não vai valer a pena mesmo! A vida tem que ser muito mais do que isso que já foi até agora. [nunca vou me esquecer dessa frase...]

2 comentários:

Esdras Beleza disse...

Kleudson, eu ia citar essa frase nos comentários, mas provavelmente você pensou nisso e já a citou. Droga.

Mas sei que não há nada como uma canção na hora certa. Há uns meses, eu tava doido pra me livrar do meu estágio, mas só queria fazê-lo quando tivesse outra atividade rentável. Nunca vou esquecer do rádio tocando Let It Be quando eu tava indo fazer a entrevista (e passei :) ).

Sabrina Pizzinato disse...

Sabe que eu tb tenho essa mesma sensação sobre esse ano que, pra mim, já está quase na metade?! Ansiedade talvez... querer fazer tudo para chegar no final e dizer que 2007 foi diferente, intenso, bom mesmo! Mas como ainda falta muuuito, ou não, para o ano acabar, acho que teremos tempo, com um passo de cada vez, de fazer o tal 2007 valer muito a pena!
Gostei do espaço! Voltarei para me medicar outras vezes... rsrsr
Beijos!